quarta-feira, 5 de maio de 2010

A Meditação que Transcende






____________________________________

A Meditação que Transcende

Hoje não me preocupo com a previsão do tempo
Não vejo televisão
Não leio revistas, jornais e os tais.

Hoje não me preocupo em acordar no horário
Não fumo, não bebo
Não me visto, não trabalho.

Hoje as preocupações humanas são risíveis
Não me importo com a crise econômica
Não me importo com a violência
Não me importa o homem e o homem é desprezível.

Hoje não me importo em argumentar, avaliar ou julgar
Não me importo com o absurdo
Não me importo em fazer nada.

Hoje não como, não bebo e quase não respiro
Hoje não desejo, não quero, não sou
Hoje a minha mente está morta.

Hoje nada possuo e nada me possui
Hoje sou um espectador de mim mesmo
Hoje estou livre,
Hoje estou morto.

Alter Ego

3 comentários:

taurus disse...

a sintese da meditação é mais ou memos isto mesmo...
Porém os meditantes nao são pessoas alienadas da realidade...
somente procuram nao serem vitimas das circusntancias....
estar no mundo, porém nao pertencer ao mundo...
Alter ego.... bacana sua reflexão...
abraço,
taurus

Advocatus Diaboli disse...

Olá taurus,

Alienados da realidade são, para mim, todos aqueles que acreditam numa realidade única. A meditação é um meio, muitas vezes necessário para nos fazer ver o que está diante de nossos olhos, não achas? Encaro mais como um estado de contemplação reflexiva.

Abraço

taurus disse...

Olá amigo...

quando voce citou o termo alienados da realidade, recordei do profeta Gibran, quando diz:
"Hoje não podeis ver e nem ouvir, e é melhor assim. Mas um dia, o véu que cobre os vossos olhos será retirado pelas mãos que o teceram, e a argila que obstrui os vossos ouvidos será retirada pelos dedos que a amassaram. Então vereis, então ouvireis. E não deplorareis ter conhecido a cegueira e a surdez, pois,naquele dia, conhecereis a finalidade oculta de todas as coisas e bendireis as trevas como bendireis a luz" Khalil Gibran

nao posso falar com objetividade sobre a meditação, pois nunca experientei este estado (apesar de ser meu objetivo maior), mas acredito que ela nao seja apenas um estado de contemplação reflexiva como voce comentou, mas sim um despertar para uma realidade unica e onipresente...
abraço,